domingo, 3 de julho de 2011

Mitos sobre dieta

Descubra o que nocauteia nossa querida, amiga, amada (agrh!) dieta!!
Afinal... quem nunca cometeu um erro e chegou para pesar crente que teria excluido da vida 3 quilos... e quando viu, minha filha, não saiu do mesmo ponteiro e, se bobear, até ganhou algumas gramas =/


Pão francês, pode?!
Poder, pode. Mas, não em exagero. Na verdade, a quantidade de calorias presentes neste pão é quase a mesma de 2 fatias de pão de forma integral. A diferença está no teor de fibras, presente em maior quantidade no pão integral, e de sódio, maior no pão francês. Mesmo assim, comer o pão francês, preferencialmente sem miolo, não acaba com suas chances de perder peso. Alterne os tipos de pães e também troque por cereais (aveia, quinoa, trigo integral).

Deve consumir sucos à vontade 
A hidratação é importante, porém, não podemos esquecer que as bebidas também têm calorias. Sucos de açaí, laranja, fruta do conde e abacate devem ser evitados. Prefira adoçante ou açúcar mascavo e sempre em pouca quantidade. Use as bebidas para fazer as pequenas refeições que geralmente pulamos. Quando estiver com sede, beba água. Se não gosta de água, acrescente fatias de limão, gengibre, hortelã ou manjericão para saborizar a água. Com o tempo, o corpo se adapta e começa a sinalizar a necessidade de hidratação através da sede, facilitando a manutenção do hábito.

Azeite não engorda 
O azeite é fonte de gordura monoinsaturada que é benéfica para o coração. Contudo, quando se trata de calorias, ele não difere em nada de qualquer óleo vegetal (soja, canola, milho, algodão, girassol...). Use com moderação e sempre na hora de servir a comida, para que o aquecimento não destrua suas propriedade antioxidantes.

Alimentos congelados engordam 
Já existe uma geração de congelados voltados para as pessoas que estão em dietas de emagrecimento. Eles podem fazer parte do seu cardápio de 1 a 2 vezes por semana. Hoje em dia, todo mundo leva uma vida corrida e não tem tempo de cozinhar, por isso, os congelados light são uma opção de baixas calorias. Escolha sempre pratos que tenham legumes e verduras como acompanhamento e não só carboidratos (arroz, macarrõa, batata) e proteínas (carne, frango ou peixe).


O que importa é comer pouca quantidade e não o que você consome 
A qualidade vai determinar o controle de peso a longo prazo, devido ao controle metabólico. A quantidade deve ser controlada, mas os nutrientes ingeridos atuam nas reações químicas que acontecem durante a geração de energia. Este processo de metabolismo que determina ganho e perda de peso é muito complexo. Porém, já sabemos que um organismo cheio de vitaminas e minerais tende a funcionar melhor. Além do fato dos alimentos mais saudáveis terem, em sua maioria, menos calorias que as guloseimas.

Fumar emagrece 
O fumo não tem nenhuma relação com ganho e perda de peso. O fumo mata e não deve ser incentivado. Sabemos que pessoas que param de fumar podem ficar mais ansiosas e, consequentemente, podem comer mais. Com um bom acompanhamento médico, piscológico e nutricional é possível reduzir o ganho de peso nesta fase tão difícil.
Não devemos comer carboidratos à noite 
Não devemos comer carboidratos em excesso seria a frase correta. Nosso metabolismo é um pouco reduzido durante a noite, mas mesmo dormindo ele está funcionando. O que vai determinar se vamos queimar gordura ou estocá-la é o resultado da alimentação do dia todo e do nível de atividade física que praticamos, e não o que comemos antes de dormir.


Comida japonesa não engorda 
A comida que degustamos nos restaurante japoneses não reflete a alimentação diária deste povo. O salmão é rico em ômega 3, que traz vários benefícios, mas é rico também em gordura e caloria, portanto, não pode ser consumido à vontade. É bom saber que o tempero do arroz do sushi é feito com açúcar e sakê, assim como todos os molhos deliciosos. Sendo assim, é melhor evitá-los em grandes quantidades. Também fique longe das frituras, como o tempurá, do sakê e dos harumakis (rolinho primavera).

Salada pode ser consumida à vontade 
Vai depender muito da escolha dos ingredientes. Queijos gordos, batata palha, azeitona e molhos gordurosos podem deixar a salada mais calórica que muitos outros pratos. Elas devem fazer parte do prato acompanhando cereais, leguminosas e carnes magras. Tempere com vinagre, limão, sal ou shoyu, molhos à base de iogurte ou ricota com temperos naturais (cebola, alho, salsa, cebolinha, alecrim, manjericão...).

Alimentos diet ajudam a perder peso 
A determinação diet, segundo a ANVISA, é a retirada de algum produto do alimento original. Geralmente, voltados para diabéticos, o produto excluído é o açúcar. Para compensar a retirada dele, muitas empresas adicionam gorduras além dos adoçantes. A gordura eleva as calorias do alimento e pode até ultrapassar a quantidade do alimento original. Fique atento.


Meninas, achei super interessante essa matéria!
Afinal, mitos é o que mais escutamos por ai...

Beijos!!